Observação: Qualquer semelhança com pessoas ou fatos reais terá sido (ou não) mera coincidência!

sexta-feira, 13 de julho de 2007

segunda-feira, 9 de julho de 2007


O pior não é ter perdido a ilusão, mas a espontaneidade. Quando a criatura mais livre do mundo começa a se sentir ridícula com freqüência, e a permitir que esse sentimento molde as suas atitudes, a ponto de não se reconhecer, ah! quando isso acontece é porque algo muito precioso se perdeu. Uma grande, uma enorme pena!

quinta-feira, 5 de julho de 2007

Queria publicar a tua foto e mostrar ao mundo inteiro teu sorriso. Queria que todos acreditassem, como eu, que aquele momento de ternura e alegria reproduz a NOSSA realidade. Queria que o abraço fosse especial e que o pronome de tratamento fosse exclusivo. Mas és apenas um cachorro vira-latas sorridente, que tem uma grande e importante história de amor com o personagem do momento. O momento é fugaz e as atrizes, estas mudam constantemente. Por mais que se revezem e a mesma atriz possa ocupar inúmeras vezes o mesmo lugar, o que importa para ti é o personagem. Apenas o personagem.